Notícias

Veja como abrir uma microfranquia

Em geral, um mês após assinado o contrato, novo negócio já pode abrir as portas

Abrir uma franquia - ou microfranquia, a legislação é a mesma, independentemente do tamanho do novo negócio - é um processo que pode levar de algumas semanas a alguns meses, dependendo do negócio escolhido, explica o consultor e presidente da ABF-Rio (Associação Brasileira de Franchising – Seccional Rio de Janeiro), Alain Guetta, à reportagem do R7. Em geral, no entanto, um mês depois de assinado o contrato com o franqueador, o pequeno empresário já pode abrir as portas.

O primeiro passo, depois de escolhida a franquia na qual a pessoa vai investir, é solicitar o documento chamado circular de oferta de franquia – que o detentor da marca é obrigado por lei a fornecer.

Esse documento precisa conter um histórico resumido da empresa franqueadora e detalhes como:

- balanços e demonstrações financeiras;

- indicação de eventuais pendências judiciais do franqueador;

- descrição da franquia, do negócio e das atividades a serem desempenhadas pelo franqueado;

- perfil do franqueado (experiência anterior, nível de escolaridade e outras características).


Em termos de custos, o documento também precisa dizer:

- valor estimado do investimento inicial para a compra da franquia;

- valor da implantação e entrada em operação do negócio;

- taxa inicial de filiação ou taxa de franquia e de caução;

- valor estimado de instalações, equipamentos e do estoque inicial, além das condições de pagamento.

Uma característica importante dos contratos de franquia é que não se fecha o negócio na hora: após entregar a circular, há um prazo de dez dias de espera – também determinado por lei. Isso para que o interessado não compre a franquia por impulso, diz o consultor Alain Guetta.

- A pessoa economizou um dinheiro com sacrifício, então tem de investigar a fundo o franqueador. Também é preciso escolher uma franquia que seja compatível com o que sabe ou possa fazer.

Só depois desses dez dias é que se pode assinar algum contrato ou pagar algum custo. Nesse período, o candidato a franqueado pode estudar o contrato com um advogado e preparar a documentação.

Também há o treinamento que o franqueador oferece ao franqueado. Em alguns casos, a depender do franqueador, o treinamento pode levar um dia, uma semana ou um pouco mais de tempo.

Outro prazo - que também varia de caso a caso, mas que em geral já está incluído na estimativa de um mês para abrir o novo negócio - é o de preparação do ponto: algumas microfranquias podem exigir instalações, reformas e preparação para a marca do franqueador.

Fonte: R7

:: Voltar
av. senador casemiro da rocha, 609 cj 51 • saúde • cep 04047-001 • são paulo • sp
fone: +55.11.2276.0048 | 11.2577.1115 | 11.4562.1116 | (oi dub): 11.96656-0048