Notícias

Economia: Investimento em franquia garante risco baixo

Para abrir um negócio, especialistas aconselham aos interessados que procurem algo do seu interesse, vejam o que tem na área escolhida e verifiquem se a marca tem certificação de excelência Entrar no mercado pilotando uma marca conhecida e que nem precisa de muita propaganda para atrair os clientes, é o sonho de muitos empresários.

Quem quer ir para esse caminho, a maneira mais rápida é investir em uma franquia. Mas, cuidado.Nem todo empreendedor tem perfil para obedecer regras, seguir um padrão imposto pelo dono da marca e vender apenas os produtos oferecidos pelo franqueador, sem nem se quer poder usar uma fatia de queijo a mais para deixar o sanduíche mais gostoso.

Se você acha que está preparado, vá em frente e escolha entre as milhares de opções de franquias disponíveis no mercado. Dados preliminares da Associação Brasileira de Franchising (ABF) apontam que 2010 teve um crescimento de 19% no faturamento, atingindo R$ 75 bilhões. O balanço também aponta que, no ano passado, houve uma expansão de 12% no número de empreendimentos.

Na luta para sobreviver, as franquias levam vantagem frente às empresas de bandeira própria. Números do Serviço Brasileiro de Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) indicam que o índice de falência das primeiras é de 8% nos cinco primeiros anos e de 53% para as segundas.

Para Gustavo Schifino, diretor da Associação Brasileira de Franchising (ABF) para a Região Sul e franqueado da loja Trópico, apesar do sucesso do setor, o empreendedor deve tomar alguns cuidados antes de escolher o negócio:- A dica é procurar algo do seu interesse, depois o que tem na área escolhida, verificando se o negócio tem certificação de excelência e, por fim, investir dentro da sua capacidade financeira.

A consultora da ABF Claudia Bittencourt aconselha que o empresário tenha guardado 25% do capital inicial ou o valor referente a três meses para arcar com as despesas fixas, como aluguel, folha de pagamento, água e luz.Outro alerta é em relação ao retorno do investimento. A especialista em direito comercial Thais Kurita lembra que é preciso ter muita paciência. Dependendo do ramo em que vai atuar, o prazo pode variar entre 18 e 30 meses. "E isto não inclui o valor do ponto comercial."Mas Gustavo Schifino tranquiliza quem pensa em investir na área:- O franchising é um modelo de negócio que já foi testado, por isso, o índice de fracasso é baixo.

Zero Hora - Ana Paula Fanton


FONTE: http://www.tosabendo.com/conteudo/noticia-ver.asp?id=50861

:: Voltar
av. senador casemiro da rocha, 609 cj 51 • saúde • cep 04047-001 • são paulo • sp
fone: +55.11.2276.0048 | 11.2577.1115 | 11.4562.1116 | (oi dub): 11.96656-0048