Notícias

Quiosques ou carrinhos: alternativas de franquias.

As franquias oferecem opções para quem prefere não ter um ponto comercial tradicional e muitas vezes deseja fazer um investimento menor. Entre os exemplos estão quiosques, instalados principalmente em shoppings, e carrinhos, que podem ser levados para qualquer lugar.

Hoje, há no mercado franquias em quiosques de todo o tipo: brinquedos de mágicas, sorvetes, relógios, sapatos etc. “Eles são um ponto de venda mais ágil para o consumidor. E para o empreendedor é uma opção de custo mais baixo e de gestão mais fácil, pois exige menos estoque e menos funcionários”, diz a professora Elaine Mandotti, do Provar (Programa de Administração de Varejo) da FIA-USP (Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo).

Também podem ser vistos pelo empreendedor como uma extensão de seu negócio, localizados nos corredores dos shoppings, onde o movimento de consumidores é grande. Para Cláudia Bittencourt, diretora-geral do Grupo Bittencourt, especializado em consultorias sobre franquias, esta é a melhor vocação do quiosque. “Ele aumenta a visibilidade da marca. É mais uma opção de divulgação, como os displays e os corners em supermercados, por exemplo”, argumenta.

De qualquer modo, a franquia em quiosques também requer cuidados. Como a maior parte fica em shoppings, é preciso pagar o aluguel do espaço, que fica atrelado à administração do centro comercial. “Em alguns contratos, o período de permanência é de 90 dias. Por isso é preciso ficar atento”, diz Cláudia Bittencourt.

Na ABF Franchising Expo, feira de franquias que ocorreu em São Paulo em junho, havia, por exemplo, ofertas de quiosques de mágicas em que o investimento necessário era de R$ 60 mil (R$ 55 mil de franquia e R$ 5 mil de estoque), sem contar o aluguel para o shopping. Já uma de relógios previa R$ 40 mil de taxa de franquia, R$ 15 mil para as instalações do quiosque e estoque a partir de R$ 40 mil.

Carrinhos. Além do investimento menor, outra vantagem dos carrinhos é a mobilidade. “O franqueado pode estar em qualquer lugar. O carrinho pode ser visto com o primeiro passo de um negócio”, diz José Carmo Vieira de Oliveira, consultor de marketing do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) de São Paulo. Na feira de franchising, havia opções a partir de R$ 20 mil – entre elas, carrinhos de uma marca conhecida de espetinhos e outros de uma fornecedora de chopp também consolidada no mercado.

Neste caso, alguns cuidados também são necessários. O fundamental é saber que, apesar da vantagem da mobilidade, é preciso ter as licenças exigidas pela administração pública para trabalhar em determinado local. “A vantagem é que o franqueador orienta e ajuda o empreendedor a conseguir as autorizações necessárias”, diz Oliveira, do Sebrae-SP. Outros pontos a serem avaliados são o contrato, investimento, prazo de retorno e fornecimento do estoque.

Como a maior parte dos carrinhos lida com alimentos, Cláudia Bittencourt aponta outra vantagem da franquia. “O empreendedor tem, geralmente, segurança do ponto de vista sanitário, pois a franqueadora vai dar toda a assistência necessária para isso”, diz a diretora-geral do Grupo Bittencourt.



Fonte: Notícias Serasa - 22/08/11



:: Voltar
av. senador casemiro da rocha, 609 cj 51 • saúde • cep 04047-001 • são paulo • sp
fone: +55.11.2276.0048 | 11.2577.1115 | 11.4562.1116 | (oi dub): 11.96656-0048