Notícias

Pastel da Maria pretende abrir 200 franquias até 2012.

Expansão da marca, que ganhou prêmio de melhor pastel de São Paulo,
exigirá investimento de R$ 180 mil do franqueado


"Maria promete manter a qualidade dos salgados"

O Pastel da Maria, eleito pela prefeitura o melhor de São Paulo pela segunda vez, vai se tornar uma rede de franquias. O projeto de expansão da marca prevê a abertura de 200 lojas até meados do próximo ano. De acordo com Luiz Moraes, gerente comercial da Fábrica 3, consultoria contratada para cuidar da ampliação do negócio, cerca de dez novas unidades serão inauguradas até o fim de 2011. "As primeiras lojas serão abertas na capital. Depois, o plano é expandir para a região metropolitana, interior e outros Estados", conta Moraes.

O ambicioso plano de crescimento conta com a supervisão da responsável pela receita que se tornou famosa na cidade: Kuniko Kohakura Yonaha, 59 anos, mais conhecida como "Maria". A simpática japonesa, que nasceu na cidade de Osaka (Japão), desembarcou no Brasil durante a década de 1960. Ágil e detalhista, após anos de trabalho árduo, a empresária hoje comanda seis pontos de venda - duas lojas convencionais e quatro barracas em feiras livres. Ao todo, são 40 funcionários que fabricam e vendem três mil pastéis por dia.

Maria encara a profissionalização do negócio com entusiasmo. "Graças ao prêmio, o meu pastel ficou conhecido em toda a cidade. Quando ganhamos pela primeira vez, o sucesso que veio depois foi tão grande que eu já não dava conta de fazer os pastéis em casa. Tive de alugar um espaço para a produção", afirma.

Nesta segunda fase de crescimento, Maria precisou buscar ajuda da Fábrica 3, especializada na expansão de negócios por meio de franquias. A transição será gradual. Mesmo assim, interessados em abrir uma pastelaria com produtos que levam o selo de qualidade da Maria não faltam, segundo explica o gerente da consultoria. "Estamos trabalhando para abrir pelo menos dez lojas até dezembro. Poderiam ser mais unidades, mas não temos tempo, já que fazemos todo o acompanhamento para os franqueados, desde a escolha do ponto onde será o estabelecimento até o treinamento de funcionários", explica.

Requisitos:
O interessado em adquirir uma franquia do Pastel da Maria precisará preencher alguns requisitos. O investimento inicial será de R$ 180 mil, valor que inclui a taxa de franquia, despesas com estoque, montagem da loja e capital de giro. O prazo de retorno é de 24 meses e o faturamento bruto das pastelarias é projetado pela consultoria em R$ 50 mil por mês.

Para Adir Ribeiro, especialista no setor de franquias, o Pastel da Maria tem condições de obter sucesso na expansão porque já conta com cozinha central, de onde sairão os produtos que abastecerão as franquias da rede. "Isso permitirá a manutenção do padrão de qualidade." Dona Maria parece saber que é realmente disso que depende o sucesso da sua marca. "A qualidade do pastel e do atendimento ao cliente não pode mudar. Isso fez do Pastel da Maria o sucesso que ele é hoje."

AS DICAS DA MARIA

Aprendizado
Antes de virar franquia, a proprietária da marca Pastel da Maria investiu em negócios que não deram certo. "Aprendi que só a força de vontade não garante o sucesso."

Administração
Reconhecer as limitações administrativas e procurar ajuda profissional para conduzir a expansão foi determinante para o projeto sair do papel, admite Maria.

Equipe
A boa relação com funcionários será estimulada entre os franqueadores. Pela segunda vez, Maria dividirá o prêmio de R$ 8 mil entre os 40 empregados da rede. "Eles são responsáveis por esse reconhecimento."

Receita de sucesso
Maria defende que é preciso humildade para aceitar críticas e sugestões. "Não sou ambiciosa em relação ao dinheiro. Quero mesmo é fazer o melhor pastel."

Fonte:O Estadão - 30 de agosto de 2011




:: Voltar
av. senador casemiro da rocha, 609 cj 51 • saúde • cep 04047-001 • são paulo • sp
fone: +55.11.2276.0048 | 11.2577.1115 | 11.4562.1116 | (oi dub): 11.96656-0048