Notícias

Microsoft terá loja própria

Em uma nova frente de batalha travada contra a Apple, a Microsoft decidiu abrir uma cadeia de lojas próprias de varejo. Segundo já circula na mídia internacional, a gigante de software contratou um ex-executivo do Wal-Mart para gerenciar a iniciativa. A estratégia tem enormes riscos, entre eles o da experiência em varejo que a Microsoft não tinha até então. A vinda de David Porter poderá minimizar esse risco, mas seguramente não é tudo. Recentemente, durante a apuração da reportagem da Apple sobre a licença médica de Steve Jobs, alguns especialistas fizeram questão de assinalar as diferenças entre as duas empresas. ´As duas empresas são exatamente o oposto. A Microsoft é muito aberta, a Apple é muito fechada. A Microsoft é muito aberta com a imprensa, permite que os jornalistas falem com engenheiros e seus porta-vozes retornam as suas ligações, ao contrário da Apple´, disse na ocasião Leander Kahney, da Wired. Esse fato de a Apple ser mais discreta, misteriosa, embora desperte a ira de muitos jornalistas, gera um fascínio absurdo por parte dos clientes. Não é à toa que, às vésperas dos lançamentos de aguardados produtos, formam-se filas gigantescas na porta das Apple Stores (foto acima). O desafio da Microsoft de ter loja no varejo -- se é que o objetivo é realmente enfrentar a Apple de frente -- é despertar fascínio parecido. As Apple Stores têm aquele quê de exclusividade, personalidade em que o consumidor é atendido por um consultor que é capaz de passar horas, se necessário, a convencê-lo a levar.


Visitei em 2005 uma loja que a Microsoft mantém para seus funcionários comprarem produtos com desconto dentro do campus de Redmond, Washington. A loja era grandinha, tinha a maioria dos produtos com a marca da empresa, descoladinha, mas... nada a mais que fizesse pensar: nossa, eu preciso comprar esse produto - na ocasião eu comprei uma borboletinha de pelúcia do MSN. Ok, era uma loja para funcionários, mas naquele beta teste já deixava a desejar. Não tinha nada com ´cara de Microsoft´, como acontece com as lojas da Apple -- aliás, a Microsoft tem efetivamente um elemento identificado forte como a maçãzinha?. Enfim, são várias as perguntas a responder sobre essa idéia de loja no varejo. Uma delas é: a Microsoft vai conseguir criar a mesma aura de ´mistério e desejo´ que a Apple já conseguiu em suas lojas? O tempo vai mostrar, claro. O que dá pra saber com certeza é que, para triunfar no varejo como fez a Apple, o caminho será bem longo.



:: Voltar
av. senador casemiro da rocha, 609 cj 51 • saúde • cep 04047-001 • são paulo • sp
fone: +55.11.2276.0048 | 11.2577.1115 | 11.4562.1116 | (oi dub): 11.96656-0048