Notícias

10 franquias internacionais que estão de olho no Brasil.

A hora do Brasil


Com o mercado atraente, as redes estrangeiras começam a buscar parceiros para se consolidar no país


São Paulo é uma cidade que contém crescimento econômico e efervescência do consumo entre novos segmento da população. Esses são os dois principais fatores que vêm motivando empresas estrangeiras a investir no Brasil, principalmente no varejo.

Todo mundo quer levar um pedaço deste mercado que deve continuar crescendo ininterruptamente por pelo mais cinco anos, de acordo com a previsão de especialistas. “O mercado brasileiro representa uma importante oportunidade para as redes de franquias se expandirem e consolidarem suas marcas entre um público que, aos poucos, está sofisticando seus interesses e gostos”, opina o cônsul americano Scott Shaw, responsável pela intermediação entre o mercado nacional e as redes dos Estados Unidos.

A corrida para ocupar o mercado brasileiro tem a ver também com a pequena quantidade de redes internacionais que até agora fincaram bandeira por aqui. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), só 7% das 1.855 redes que atuam no Brasil são estrangeiras. “Essas redes querem estar em um dos cinco melhores mercados do mundo, com economia em franco desenvolvimento, política estável e poucas marcas internacionais”, explica Paulo Mauro César, da Global Franchise.

Conheça, a seguir, as redes que estão se preparando para invadir o território nacional:

Beef `O` Brady`s
Mais um na lista de restaurantes temáticos, o Beef `O` Brady`s foi criado na década de 80 e é conhecido pela decoração inspirada em esportes. Hoje, são 217 unidades nos Estados Unidos, sendo quatro próprias e 213 franqueadas. O investimento inicial é de US$ 185 mil a US$ 485 mil. A rede calcula que cada unidade fature, em média, US$ 115 mil e pague 5% de royalties mais 0,5% de taxa de propaganda.

Ice-watch
A marca belga de relógios está no mercado há cinco anos, com cinco mil pontos de venda em 100 países. No Brasil, a rede tem uma loja piloto em Curitiba e espera inaugurar 30 novas franquias até o final de 2012. Para ter uma franquia da marca, o candidato precisa desembolsar até R$ 165 mil. O retorno do investimento deve acontecer entre 18 e 24 meses.

Johnny Rockets
A Johnny Rockets é uma típica rede de lanchonete americana. Hambúrgueres dividem espaço com batata frita e milk-shake. Hoje, são 296 lojas que imitam os Estados Unidos na década de 50. Só a taxa de franquia é de US$ 200 mil. O investimento inicial pode chegar a US$ 800 mil. De acordo com a rede, uma unidade pode sozinha faturar mais de 1 milhão de dólares e ter o retorno do investimento em até dois anos de operação.

Mango
Kate Moss, Scarlett Johansson e Isabeli Fontana são garotas-propaganda da marca espanhola. Criada em 1984, em Barcelona, a Mango tem hoje 1223 lojas em 92 países e o objetivo da rede é estar em todas as cidades do mundo. Só a taxa de franquia custa € 100 mil para a primeira unidade e € 65 mil para a segunda. A empresa sugere que as lojas tenham 200 metros quadrados de área mínima, com instalação por € 700,00/m². Sem € 155 mil em estoque a loja não sai do papel.

Mathnasium
Vilã de muitos estudantes, a matemática é o principal negócio da Mathnasium. São centros com um método específico para o ensino da disciplina. As crianças têm aulas após a escola que duram entre 35 e 55 minutos e recebem um material didático personalizado. Nos Estados Unidos, a rede conta com 200 unidades, além de centros na Europa, América do Sul e Ásia. As franquias custam entre US$ 78 mil e U$ 107,5 mil.

Papa John’s Pizza
O primeiro restaurante da rede foi aberto em 1985 e as franquias começaram a ser vendidas no ano seguinte. Do início em Indiana até hoje são 3500 unidades em 50 estados americanos e 29 países. O investimento mínimo para franquias internacionais é de US$ 2 milhões. Nos Estados Unidos, as unidades da Papa Johns Pizza custam entre 100 mil e 530 mil dólares.

Quiznos
A Quiznos é uma das concorrentes do Subway nos Estados Unidos. Criada há quase 30 anos, a rede se vangloria por transformar clientes em franqueados. Para o Brasil, a franquia já está quase pronta para funcionar. Norte, Nordeste, Centro-Oeste já estão com as máster-franquias fechadas e em busca de candidatos a franquias unitárias. Para esses locais, uma unidade deve custar R$ 250 mil. Os estados do Sul, São Paulo e Mato Grosso serão coordenados por outro grupo, ainda em negociação. Os interessados em ter a máster-franquia desembolsam US$ 600 mil.

Sears
Uma das mais conhecidas lojas de departamento dos Estados Unidos prepara sua volta ao Brasil, através de franquias. Especializada em eletrodomésticos, eletrônicos e ferramentas, a rede desistiu da operação brasileira no começo da década de 90. Hoje, a rede tem 3 mil lojas e uma unidade no Brasil não custará menos de US$ 550 mil.

TGI Friday’s
Depois de uma saída misteriosa do país em novembro de 2010, a rede de restaurantes TGI Friday’s pretende voltar ao mercado brasileiro assim que encontrar um novo parceiro. A meta é investir na abertura de dez a doze restaurantes nos próximos cinco anos. Cada unidade custará entre US$ 700 mil e US$ 1,5 milhão.

Top Secret Science & Math
A Top Secret Science & Math chega ao Brasil com o objetivo de ensinar ciência e matemática a crianças de 4 a 14 anos. Presente em 18 países, a rede foi lançada neste mês, durante a ABF Franchising Expo. Home-based, a franquia exige investimento de R$ 30 mil e com só um funcionário é possível operar. O faturamento médio mensal deve ser de R$ 9 mil a R$ 30 mil, com lucro de até 60%. O retorno do investimento deve acontecer em até 12 meses de funcionamento.

Priscila Zuini, Exame.com - 27/06/2011



:: Voltar
av. senador casemiro da rocha, 609 cj 51 • saúde • cep 04047-001 • são paulo • sp
fone: +55.11.2276.0048 | 11.2577.1115 | 11.4562.1116 | (oi dub): 11.96656-0048